segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Manual da Educação Financeira para iniciantes

 AVISO: 
ESTE BLOG, APESAR DE AINDA NO AR, ESTÁ DESATUALIZADO.
PARA ACESSAR O MESMO ARTIGO, NO NOVO BLOG, CLIQUE AQUI.
OBRIGADO PELA COMPREENSÃO.
PROF. ELISSON DE ANDRADE

 Um dos principais entraves na assimilação de qualquer tipo de conhecimento, atualmente, é a imensa quantidade de informação existente. Ao buscar saber mais sobre algum assunto, muitas vezes nos perdemos tamanho o volume de material que encontramos. Com relação à Educação Financeira, isso não é diferente.
Suponhamos que uma pessoa queira melhorar a situação de suas finanças pessoais e recorra à internet na busca de informações que possam auxiliá-la neste seu objetivo. Ao utilizar algum mecanismo de busca, vai se deparar com uma série de Blogs e Sites, tratando dos mais diversos temas e de qualidades variadas. Se tal pessoa já tinha problemas em suas finanças, acaba de arrumar outro: não saber por onde começar e a quem ler.
Dessa constatação, nasceu a ideia de criar esse artigo, para ser uma espécie de manual para iniciantes em Finanças Pessoais. O objetivo é sistematizar os passos essenciais para um bom planejamento financeiro, além de indicar ótimas referências em cada uma das etapas.

Apesar de existir muita gente boa falando sobre Educação Financeira, escolhi três especialistas que admiro muito e que vale a pena conhecer mais a fundo. São eles, por ordem alfabética:

- André Massaro: facilitador e coach financeiro Moneyfit, autor dos livros Moneyfit e Por dentro da bolsa de valores.

- Conrado Navarro: empresário, investidor e sócio-fundador do renomado blog Dinheirama. Autor do livro Vamos falar de dinheiro?

- Gustavo Cerbasi: consultor financeiro, responsável pelo blog Mais dinheiro, e autor de diversos best-sellers como Investimentos inteligentes, Casais inteligentes enriquecem juntos, dentre outros.

Apresentados esses três mestres das finanças pessoais, a seguir irei apresentar 5 etapas que julgo serem essenciais para uma boa educação financeira, que poderão ser melhor compreendidos através do curso on line gratuito: Etapas do Planejamento Financeiro (CLIQUE AQUI).
Para cada uma das cinco etapas, farei uma breve descrição do seu conteúdo, sugerindo a leitura de artigos escritos pelos três especialistas indicados. Isso fará com que você leia quem realmente sabe o que está falando, amplie sua compreensão sobre cada “capítulo” e possa começar a caminhar com suas próprias pernas.
Se você é iniciante em Finanças Pessoais, minha sugestão é: salve este post nos seus Favoritos, vá absorvendo o conteúdo de cada etapa aos poucos e faça meu curso gratuito. Creio que será um bom começo. Para aqueles que já possuem elevado conhecimento financeiro, indique para quem precisa de ajuda.


ETAPAS DO PLANEJAMENTO FINANCEIRO

A seguir, apresento cinco etapas para que os iniciantes em finanças pessoais compreendam que a educação financeira é um PROCESSO que não ocorre da noite para o dia, porém de valor inestimável para melhoria do bem estar pessoal. Será feita uma breve descrição das etapas (mesmas do meu curso gratuito) e a indicação de artigos que tratam de temas que se encaixam bem em cada etapa, dos autores André Massaro, Conrado Navarro e Gustavo Cerbasi.

1) Etapa do convencimento
Para que o estudo sobre finanças pessoais tenha um efeito realmente positivo sobre sua vida, é primeiramente necessário que se convença de que é PRECISO e POSSÍVEL mudar a maneira como você lida com seu dinheiro - para melhor. Isso porque a educação financeira é baseada em muita disciplina, reflexão e conhecimento de si. Abaixo, listo alguns artigos que podem lhe ajudar a criar uma nova concepção sobre a importância da educação financeira.




2) Etapa do conhecimento financeiro
Após se convencer sobre a importância da educação financeira em sua vida, é chegada a hora de aprimorar seus conhecimentos técnicos, compreendendo temas básicos ligados ao mundo financeiro. Ter certa habilidade com números e conceitos é fundamental para a administração do dinheiro, pois auxilia no planejamento de curto, médio e longo prazos, além de melhorar as tomadas de decisões sobre receitas e despesas. Delicie-se com os artigos do quadro abaixo, que se configura em apenas uma pequena amostra da variedade de temas interessantes relativos às finanças pessoais, que certamente você irá se deparar em futuras pesquisas.




3) Etapa da definição de objetivos
Dificilmente um planejamento financeiro terá sucesso se a pessoa não possuir objetivos claros. Guardar dinheiro, sem um motivo que realmente valha a pena, é abrir mão de algo hoje sem uma contrapartida melhor, no futuro. Educar-se financeiramente (e definir objetivos faz parte do jogo) viabiliza a realização de sonhos. Porém, estes devem estar bem definidos para que não se perca o foco no meio do caminho. Abaixo, veja alguns ensinamentos dos três especialistas, sobre a importância do estabelecimento de metas claras e tudo o mais que essa etapa envolve.




4) Etapa da mudança de hábitos
Após o convencimento sobre a importância de lidar bem com seu dinheiro, compreensão de conceitos básicos sobre finanças e definidos os objetivos, é chegada a hora de colocar “a mão na massa”. Fazer com que suas atitudes do dia a dia sejam coerentes com seu planejamento financeiro não é nada fácil. Evitar o consumismo exacerbado em prol de objetivos maiores é uma das maiores dificuldades para obter sucesso financeiro. A disciplina, por exemplo, é algo que deve ser incorporado no cotidiano de todos aqueles que buscam a realização de grandes sonhos. Os artigos escolhidos para essa etapa ilustram exatamente a importância de se adquirir bons hábitos.




5) Etapa dos investimentos
Muitos iniciantes em finanças pessoais erram ao começar seus estudos, buscando saber qual o melhor investimento?. De nada adianta estudar investimentos se não há o que guardar ao final do mês, não é? Muito menos, iniciar um ciclo de aplicações financeiras, a qualquer custo, diminuindo em demasia a qualidade de vida atual e sem saber exatamente o que será feito com o dinheiro no futuro. Para chegar a esta etapa, é preciso passar por um longo processo. Apenas depois de “a casa estar em ordem”, é que leituras sobre onde e como investir, deve entrar no roteiro de suas leituras. No quadro abaixo, escolhi seis artigos relacionados a investimentos, que vão desde o mais geral (ensinando o bê a bá dos investimentos), até o mais específico (que tratam de certa modalidade de investimento em especial).




TERMINEI. E AGORA?

Depois de finalizada a leitura de todos os textos e do curso on line, creio que diversas novidades foram assimiladas. Provavelmente, a maneira de pensar sobre dinheiro já sofreu alguma mudança significativa e você, que agora já não mais é um(a) simples iniciante, já deve ter apurado seu senso crítico sobre o que vale ou não a pena ler (pois começou com o que há de melhor). Um possível caminho é continuar neste blog, em que os artigos já estão separados por tópicos relativos às etapas descritas, bastando clicar nos links a seguir para acessá-los: ETAPA 1, ETAPA 2, ETAPA 3, ETAPA 4, ETAPA 5 (veja também o Especial Investimentos).

A seguir, também indico bons sites/blogs para pesquisas sobre os diversos temas abordados nas etapas descritas. Separe alguns minutos do seu dia para se aventurar nos links abaixo:



Bem, o caminho está aberto. Agora é com você. Passe de iniciante para alguém que saiba administrar seu dinheiro, de modo a viabilizar sonhos. Está dado o recado!

Boa sorte em suas finanças e vida pessoal.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SUA IMPRESSÃO SOBRE O ARTIGO